PP_Unissono.png

O Projeto Em Uníssono é organizado pelo Departamento de Ação Social e Direitos Humanos (DASDH) da Associação de Estudantes da Faculdade de Medicina de Lisboa (AEFML).

Como estudantes de medicina iremos enfrentar ao longo da nossa vida profissional várias realidades, muito díspares e muito diferentes mas o nosso objetivo máximo deve permanecer sempre o mesmo: Cuidar e curar a pessoa, o ser humano, independentemente da raça, sexo, religião, orientação política, profissão ou convicções pessoais. É nesse sentido que surge o projeto Em Uníssono.

Pretendemos que os nossos estudantes estejam preparados para lidar com as várias pessoas e realidades que irão encontrar no exercício da profissão médica, percebendo qual a melhor forma de estar com o doente, no sentido de estabelecer uma relação médico-doente de mútua confiança. Nesse sentido, o atual projeto pretende sensibilizar os estudantes de medicina da FMUL para algumas realidades com as quais não contactam tão regularmente, em que ainda existe algum preconceito, para que possam ultrapassar alguma barreira que possa existir, trazendo testemunhos reais de pessoas de minorias étnicas, ou de grupos frequentemente discriminados.

Nós, estudantes de medicina e futuros médicos, cidadãos ativos, devemos ser um exemplo de humanismo, lutando sempre pela igualdade no acesso e na prestação de cuidados de saúde, pelo que pretendemos dar as ferramentas para que cada aluno possa ser um agente da mudança que pretende ver no mundo, iniciando a formação dentro da faculdade para um dia se estabelecer na restante sociedade, movida pelo exemplo de cada um de nós.


Estrutura das sessões

As sessões serão de 2 horas, com pelo menos dois formadores - Uma pessoa afetada pelo problema abordado na sessão e outro especialista na área. A estrutura geral da sessão será dividia em várias partes:

● Apresentação, discussão e história pessoal do representante da problemática apresentada na sessão (max. de 40 minutos)

● Apresentação do especialista na área abordada (max. de 20 minutos)

● Discussão do problema e procura conjunta de soluções em pequenos grupos de 5 pessoas (cerca de 30 minutos)

● Apresentação e Discussão das Conclusões dos pequenos grupos (max. 20 minutos)

● Conclusão Final e Dúvidas (max. 10 minutos)

De forma a criar uma dinâmica interativa, de discussão profícua e para facilitar o trabalho em pequenos grupos, cada sessão terá um limite máximo de 20 participantes


Avaliação e certificação

 

Todas as sessões serão avaliadas pelos participantes, no final de cada sessão, versando a avaliação sob os seguintes aspetos:

● Pertinência do Tema

● Dinâmica da Sessão

● Qualidade do Formador

● Principais conclusões

As sessões serão certificadas para os alunos pela AEFML de forma isolada, de modo a permitir que cada estudante possa ir às sessões a que tem maior interesse e disponibilidade sem se comprometer com a presença em todas as sessões.


Contacto:

direitoshumanos@aefml.pt